23 de jul. de 2013

20% dos acidentes são causados pelo próprio motociclista.

                                       

Na semana em que se comemora o dia do motociclista seguro, um dado preocupa os órgãos de trânsito: 20% dos acidentes com motos são causados pelo próprio piloto. Em todo o país crescem as vendas desses veículos, assim como o número de acidentes e vítimas.

O Fórum Internacional realizado no Rio de Janeiro, na semana passada, apresentou novos dados sobre o comportamento dos motociclistas. No encontro uma pesquisa revelou que as maiores causas de acidentes com motos são: falta de atenção do motociclista, impaciência, falta de educação para o trânsito, andar de moto entre veículos, manobras arriscadas na pista, pressa pra cumprir metas/horários, avançar o sinal, desrespeito aos pedestres, falta de capacitação para pilotar a moto e, por último, andar na contramão.

Para a vice-presidente do Instituto de Prevenção de Acidentes de Trânsito, Deborah Vieira, para evitar acidentes basta colocar em prática os aprendizados da auto escola. "Eu só posso ter o meu veículo quando passo por uma reciclagem, aprendo as leis, faço os exames psicológicos e médicos, e assim me torno apto ao trânsito", conta.

Segundo Deborah Vieira, é preciso dirigir com responsabilidade e ter a conscientização de que não existe somente o motociclista no trânsito, mas outras pessoas em circulação. "O Detran fez uma pesquisa que apontou que 91% dos acidentes no Piauí são movidos por motociclistas, sendo 81% deles na faixa etária de 17 a 35 anos", revela.

Ela destaca que com estes resultados o estado está em alerta e que é preciso intensificar as campanhas educativas, fiscalização e rigidez através das multas.

Fonte: Globo.com