20 de ago. de 2014

SuperSimples vai reduzir carga tributária em quase 50%

O ganho será imenso. A entrada na tabela III vai trazer inúmeros benefícios à categoria, como o recolhimento de seis impostos em apenas uma guia, além do desconto de quase 50% na carga tributária”. As vantagens da inclusão no Supersimples foram o foco do presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo, e do 1º vice-presidente, Boris Ber, no programa de rádio “A Grande Jornada pelo Mundo dos Seguros”, apresentado por Pedro Barbato Filho, na segunda-feira (11/08).
Antes de optar pelo Simples, o corretor deve estar em dia com as obrigações tributárias, incluindo débitos fiscais e previdenciários. “É preciso ficar atento à situação na Receita Federal, quitando suas dívidas e, se tiver alguma pendência, poder aderir ao chamado Refis da Copa”, declara Camillo, apontando que o parcelamento especial para débitos fiscais, vencidos até 31 de dezembro de 2013, estabelece o prazo de 25 de agosto para adesão de contribuintes pessoas físicas e jurídicas.
De acordo com Camillo, o momento político favoreceu muito a decisão da presidente Dilma Rousseff em sancionar a lei. “O cenário era positivo, mas isso foi bem explorado por aqueles que capitaneavam o processo. A atuação do Armando Vergílio, que permitiu na sua emenda aglutinativa colocar em destaque a categoria para que entrasse pela tabela III, atende o nosso anseio e o princípio da justiça tributária. Isso é um trabalho de muitos anos, em que tantos já lutaram e é fantástico, é um ganho sem precedentes nos últimos 20 anos para o corretor de seguros.”, opina.
Já o 1º vice-presidente do Sincor-SP, Boris Ber, ressaltou que agora o corretor poderá investir em outras prioridades, como a prospecção de clientes. “O profissional vai perder menos tempo e focar no faturamento da corretora, vai sair de uma eventual informalidade e que vai valer à pena. Então, temos mesmo que comemorar”.
Boris também destacou a atenção necessária com dívidas pendentes. “Se o profissional tiver alguma dívida com a Receita ou outros impostos, a indicação é que procure um contador rapidamente para que, ao chegar janeiro, possa estar dentro do Supersimples”, completa.